sexta-feira, 17 de abril de 2015

Quatro borboletas




Desde o começo do ano não fazia este percurso, em dois quilômetros...encontrei quatro borboletas, voando próximas a mim...ao observar a praça que em algumas vezes colhi margaridas e dentes de leão e os guardava em meus livros de contos e colorir quando criança...a nostalgia e o desejo de vivenciar novamente aquelas lembranças a cada passo se intensificava... mas não poderia...há anos as margaridas não agraciavam a praça com sua delicada presença...me recordo da tristeza em -la maltratada...o lixo (garrafas, papéis e até partes de móveis velhos), era muito pequena e com lágrimas no olhos questionei a minha mãe, as flores estão machucadas...elas estão chorando... minha mãe não permitiu que eu fosse salvá-las..."você pode se machucar, seja uma boa menina e vamos para casa"... felizmente depois de alguns meses recuperaram a praça... mas as margaridas...desde criança, todas as vezes que caminho próximo a pracinha, observo e as procuro...não seria diferente desta vez...as borboletas poderiam ser um sinal, pois é pouco frequente vê-las por aqui...esperançosa observo atentamente...com a descoberta sorrio discretamente...de fato, não haviam margaridas ou mesmo os dentes de leão, mas pequenas florzinhas lilases ainda em botão.

2 comentários:

  1. Lindo, adoro matgaridas, gitassóis e borboletas, bjo. <3

    ResponderExcluir
  2. obrigada. girassóis estão entre minhas flores preferidas e borboletas são encantadoras <3

    ResponderExcluir